Aiuruoca – Onde fica, atrativos turísticos, pousadas e dicas!

Pico Aiuruoca

21/07/2021

Ao planejar uma viagem, você se considera uma das pessoas que buscam por um cantinho totalmente diferente do habitual? Um lugar cheio de paz, vida, natureza e uma leve pitada de aventura? Se sua resposta para essa pergunta for sim, então provavelmente um dos destinos ideais é a impressionante Aiuruoca.

Localizada no sul de Minas Gerais, a cidade não é tão popular, porém conta com diversas maravilhas naturais que têm atraído e conquistado diversos turistas. De forma a proporcionar momentos únicos vivenciados longe da agitação e tecnologia excessiva da cidade. E próximos às cachoeiras, trilhas, poços e mirantes.

Portanto que tal usar sua coragem e alma aventureira para explorar Aiuruoca, a cidade das paisagens e atrações de tirar o fôlego de quem precisa tirar um tempo do mundo real? Ou seja, da rotina que não para, no qual cada minuto importa. Confira a seguir suas informações e pontos turísticos!

Sobre a cidade de Aiuruoca

Praça de Aiuruoca Minas Gerais

Fonte: Turismo e Cia

Aiuruoca é um município de Minas Gerais, fundado em 1706, porém descoberto em 1694 como a cidade onde “se aninhavam e se reproduziam os papagaios”, segundo o livro dos “Primeiros Descobridores das Minas do Ouro na Capitania de Minas Gerais”. Assim a origem do seu nome se fácil de entender, já que em Tupi “aiuru” significa “papagaio de peito roxo” e “oka” é “casa de papagaios”, formando “Casa do papagaio de peito roxo” (Aiuruoca).

Na época, essas aves de penas esverdeadas e peito arroxeado eram vistas em grandes quantidades, sendo símbolos da cidade e de seu atrativo turístico mais conhecido, o Pico dos Papagaios. Apesar disso, atualmente, assim como vários outros animais, a espécime se encontra ameaçada de extinção. Estado crítico que pede por medidas de reintrodução.

Com rica história e belezas naturais, ao ocorrer o esgotamento de suas fontes de ouro, o aiuruocanos não se abalaram, investindo seu tempo no turismo, na agricultura e na criação de gado leiteiro, respeitando e aproveitando o que a terra oferece.

Aiuruoca ou Aiurioca?

Por ser um nome fora do comum, muitas pessoas confundem a escrita e forma de pronuncia da palavra entre Aiuruoca e Aiurioca. Em suma, a forma correta é Aiuruoca!

A história de Aiuruoca se inicia com muita natureza e tem seu meio admirado pela criação de diversas paróquias e igrejas, proporcionando à cidade o título de Comarca Eclesiástica. Ou seja, local de poder religioso. Isso até 1828, pois foi o período em que D. Pedro I criou a Municipalidade, sistema em que um município é governado por diversos órgãos administrativos.

Infraestrutura de Aiuruoca

Poço do Joaquim Bernardo Aiuruoca

Fonte: Tire a Bunda do Sofá

Visitar Aiuruoca exige certa coragem e desejo pelo diferencial, fator que com certeza muitas almas aventureiras possuem. Isso porque:

  • Suas estradas não são muito boas para veículos, uma vez que apresenta muito terreno ondulado e apenas 5% superfícies lisas. De maneira que são indicados o uso de carros altos e atividades esportivas super radicais, tais como: escalada, tirolesa, mountain bike, rafting e off-road;
  • Não possui um bom sinal de redes celular. Sendo ideal para quem quer ficar longe da tecnologia e dos estresses do dia a dia;
  • Nem todos os estabelecimentos possuem sites ou perfis em plataformas de viagem. Assim pode ser uma grande aventura escolher onde se hospedar. Logo, para facilitar sua hospedagem, sugerimos que tente os hotéis indicados na aba “hotéis e pousadas” da Transportal ou opte por pousadas em outras cidades próximas à Aiuruoca, como em: Caxambu. Essa é uma ótima forma de visitar mais de um local em uma única viagem;
  • Durante a semana, esteja atento aos restaurantes e bares, pois nem todos se encontrarão abertos o dia inteiro. Pois a movimentação nas ruas é pouca, sendo pouco viável permanecer aberto. Portanto se informe antes das refeições e evite estresse. Algumas boas opções são: Restaurante Tia Iraci, Casal Garcia Bar e Restaurante e Pizzaria Aroma da Serra.

Essas características de Aiuruoca costumam assustar muitos turistas que amam praticidade, conexão com o mundo por meio da tecnologia e rapidez. E são esses fatores que determinam e você arrisca sua vida por mudanças drásticas que podem trazer um dia inesperado e perfeito de um jeito que ninguém imaginaria, ofertados apenas àqueles capazes de aproveitar o que a mundo nos dá.

Como chegar em Aiuruoca

Placa de Sinalização

Fonte: Fé no Pé

Embora nem todos conheçam Aiuruoca, não há quem não saiba sobre a Serra da Mantiqueira, local unido a 1000 metros de altitude do município em questão. Assim, é perceptível que a “Casa dos Papagaios de Peito Roxo” se localiza próximo à São Paulo e ao Rio de Janeiro, sendo um destino de fácil acesso pelas estradas da BR-116, até o centro. Podendo percorrer a BR-381 de SP à MG ou BR-040 de RJ à MG.

Ao viajar de ônibus, de Belo Horizonte ou São Paulo para a cidade é possível pegar apenas um ônibus que segue direto ao destino ou dois, parando uma vez em Caxambu. Se você está partindo do Rio de Janeiro, siga primeiro à Rodoviária de Juiz de Fora, pois é lá onde deve pegar o seu ônibus.

Ao chegar em Aiuruoca pelo Norte, recomendamos que pegue a BR-267 até a entrada do município. Caso se aproxime pelo Sul, se encontrando em Itamonte, pegue a LMG-881.

Além dessas opções, que tal viajar de avião? Compre sua passagem aérea online! Ao chegar na cidade, basta alugar um carro com as características perfeitas para as estradas locais. Dessa forma, você estará pronto para uma viagem sem complicações.

 

+Veja também Saiba como você pode aproveitar a Serra da Mantiqueira!

 

Pontos turísticos

Aiuruoca Minas Cachoeira

Fonte: Trilhas e Aventuras

Moradores e turistas de Aiuruoca dizem que a cidade é dividida em duas regiões turísticas: o Vale do Matutu e o Vale dos Garcias. Ambas cheias de riquezas naturais, gastronômicas, históricas (contadas por meio do museu municipal) e culturais, exibindo, aos visitantes, belas vistas inigualáveis, como suas inúmeras cachoeiras reconhecidas pela sua refrescância e forma. Descubra alguns de seus maiores pontos turísticos e anote em seu planejamento a sua próxima viagem.

Vale dos Garcias

O Vale dos Garcias é a região de Aiuruoca melhor estruturada, já que possui alguns estacionamentos, banheiros, lojas de lembrancinhas e restaurantes. Entretanto seu ponto negativo está no menor número de atrativos turísticos, havendo apenas: Cachoeira dos Garcias, Pico do Papagaio, Prainha (área onde há cachoeira pequena, poço raso e um amplo espaço para um piquenique) e Parque Estadual da Serra do Papagaio.

Dentre suas atrações, a mais popular é o Pico do Papagaio, famoso por ser um dos primeiros pontos de descoberta da cidade.

Pico do Papagaio | Aiuruoca

O Pico do Papagaio é bem aquele tipo de desafio que todo aventureiro deseja, porém nem todos são capazes de completá-lo. Isso porque promete uma caminhada de cerca de 4 horas de subida, embora muito do seu percurso seja feito de carro. Assim é necessário certo preparo físico, além da força de vontade e do planejamento. Esses que serão recompensados com uma vista da cidade inteira e de diversas montanhas. Algo impossível visto debaixo.

Atenção, para essa trilha, é importante o acompanhamento de um profissional e muito cuidado, portanto não seja imprudente de acreditar que sozinho conseguirá.

Vale do Matutu

Aiuruoca Minas

Fonte: Turismo em Minas Gerais

O Vale do Matutu é a outra região turística de Aiuruoca, composto por diversas cachoeiras, como: Deus me Livre, das Fadas, do Fundo, do Meio, dos Macacos e do Batuque, além do Pocinho (Poço do Joaquim Bernardo) e do Casarão do Matutu. Dessa forma, apesar da infraestrutura menos preparada aos turistas, muitos viajantes optam por essa área, já que possui mais atrações para explorar.

A Cachoeira dos Macacos é um dos pontos turísticos mais atrativos devido ao seu nome peculiar, juntamente com as demais citadas a seguir.

Cachoeira Deus me Livre | Aiuruoca

Próxima ao Pocinho, a Cachoeira Deus me Livre é uma ótima opção para quem deseja uma conexão maior com a natureza. Pois é coberta por árvores em ambos os lados e possui três quedas de água que formam uma piscina propícia para o mergulho e para a ducha. Além de ser um ótimo local para a prática do rapel.

Para chegar ao local, o visitante deve estacionar o carro no meio da estrada e realizar uma caminhada de 40 minutos de ida, sendo indicado a presença de um guia turístico, uma vez que o caminho não é tão simples e óbvio. Além disso, nesse ambiente pode haver o aparecimento de alguns animais silvestres que devem ser respeitados acima de tudo.

Cachoeira das Fadas

Vale do Matutu Poço das Fadas

Fonte: Turismo e Cia

Como toda atração do Vale do Matutu é próximo uma da outra, até mesmo a Cachoeira das Fadas proporciona fácil acesso a outro ponto, o Casarão do Matutu. Portanto por que não fazer outra visita dois em um?

No caso dessa beleza natural, o visitante deverá pagar uma taxa de visitação que varia de acordo com o tipo de veículo (carro, moto ou van), pois o local é uma propriedade privada. Apesar disso, o investimento faz valer a pena, já que você é capaz de tomar duchas e imergir em águas cristalinas de 2,5 metros de profundidade.

Outro diferencial é a grande pedra onde muitas pessoas posam para fotos, relaxam, meditam ou contemplam o ambiente. É o ponto perfeito para o autoconhecimento e esvaziamento da mente.

Cachoeira do Fundo

O ponto turístico mais popular da região de Matutu, a Cachoeira do Fundo é o final da trilha dessa região. Sendo próxima ao Mercado do Vale, estabelecimento cheio de produtos e lembrancinhas de Aiuruoca, e à Cachoeira do Meio.

Essa é uma queda d’água que impressiona pelos seus 130 metros de altura, descendo por uma área cercada de mata. E formando pequenas quedas devido à formação rochosa e pequenos poços, que dependem de uma caminhada de uma hora e meia para sua admiração. Percurso atravessado por qualquer pessoa que ama trilhas e belas paisagens, já que essa com certeza será uma das mais inesquecíveis e impagáveis.

 

Ao final de toda a viagem por Aiuruoca, você certamente não irá se arrepender do que viu, viveu e sentiu. Compartilhe essa experiência com seus amigos e compre sua passagem de ônibus online!

Busque sua PASSAGEM AÉREA

Adultos
Crianças
24 meses à 11 anos
Bebês
até 23 meses (no colo)

Busque sua PASSAGEM DE ÔNIBUS

Busque sua PASSAGEM AÉREA

Adultos
Crianças
24 meses à 11 anos
Bebês
até 23 meses (no colo)

Busque sua PASSAGEM DE ÔNIBUS

Veja também:

Vista aérea de Passos em Minas Gerais
O que fazer em Passos – MG – Atrativos, restaurantes e hotéis!
Cachoeira do Ézio - Delfinópolis - MG
Delfinópolis – MG: Passeios, Cachoeiras, Camping e Pousadas!
Parque estadual da Serra do Papagaio
Parque estadual Serra do Papagaio – Trilhas, Ingressos e Dicas!
Cassino em Lambari MG
Lambari MG – 6 Pontos turísticos para você aproveitar na cidade!
Pico Aiuruoca
Aiuruoca – Onde fica, atrativos turísticos, pousadas e dicas!
Veja Todas > Booking.com
COVID-19

COVID-19

Saiba o que fazer em relação as suas viagens de ônibus