Pico Camapuã e Tucum – Onde Está Localizado, Roteiros e Dicas!

Pico Camapuã, pessoa com mochila

16/05/2022

O Paraná conta com picos e montanhas espetaculares, uma das cidades mais propícias para encontrar esse tipo de atração é Campina Grande do Sul. Onde localiza-se importantes picos, como o Pico Camapuã e o Pico Tucum.

Picos incríveis, que contam com um belo desafio de trilha e escalada, além de serem rodeados por paisagens que valem a visita.

No texto de hoje vamos falar sobre esses famosos picos do Paraná. Portanto, vamos ao texto!

 

+Veja também Pico do Itaguaré: O que fazer, Trilha, Infraestrutura, Camping e Dicas!

 

Onde está localizado o Pico Camapuã

Campo de pinheiral, Paraná

Fonte: Paraná Turismo

O Pico Camapuã tem cerca de 1.700 metros de altitude, localiza-se na cidade de Campina Grande do Sul no estado do Paraná, no Sul do Brasil.

Em resumo, o Pico Camapuã está localizado dentro da Chácara do Bolinha.

Como chegar

Para chegar até a chácara é preciso seguir na BR 116 , sentido Curitiba – São Paulo, cerca de 5 km encontra-se o primeiro pedágio, logo mais a frente o Posto do Túlio.

Mais 400 metros encontra-se a direita, a entrada para a Chácara do Bolinha. Nesse ponto é preciso prestar atenção pois não existem sinalizações apontando para a entrada.

Roteiro Pico Camapuã

Trilha Pico Camapuã e Tucum

Fonte: Aventura Curitiba

A trilha até o Pico Camapuã possui uma dificuldade leve a moderada, porém, esse é o parâmetro para pessoas que costumam praticar esse tipo de atividade.

Pessoas com menos capacidade resistida de subidas, poderá ter certa dificuldade para completar o percurso.
O trajeto para subir leva entre 3 a 5 horas dependendo das condições do dia e do fôlego dos aventureiros. Para descer o trajeto fica mais rápido levando entre 2 horas e meia à 4 horas, considerando as mesmas condições que a subida.

Para realizar a trilha é preciso estar com um calçado e roupas adequadas para a prática (considerando as condições climáticas, principalmente), afinal, roupas desconfortáveis e calçados impróprios irão dificultar e muito a subida bem como poderá machucar a pessoa, desde bolhas e assaduras, até queda que podem levar a graves acidentes.

O caminho

O caminho da trilha geralmente é bem demarcado, principalmente em períodos mais secos, como o inverno, que baixam o nível de água dos rios. Seguindo por cerca de 2 horas, encontra-se um cruzamento onde o grupo (ou a pessoa) pode escolher qual montanha deseja subir, a Tucum, Cerro Verde, Pedra Branca, Ciririca e é claro, o Pico Camapuã.

Depois do cruzamento, a trilha fica mais difícil e inclinada, contando com bastante mato, raízes e pedras pelo caminho. O ponto mais difícil é na rampa do Camapuã, que é bastante íngreme.

Entretanto, vale muito a pena transpassar essa dificuldade, para chegar ao cume do Pico Camapuã, que em dias com o céu limpo traz uma vista privilegiada do Pico Paraná e das outras belas montanhas vizinhas.

Alguns grupos contemplam a vista e logo em seguida já partem para a descida. Já outros aventureiros preferem acampar no local, para desfrutar mais tempo da região, confraternizar e é claro, descansar e se alimentar, para descer no dia seguinte.

O que levar ao realizar a trilha Pico Camapuã

Dependendo do tipo de prática que for fazer, os itens obrigatórios mudam um pouco. Portanto, abaixo vamos listar os principais itens que precisa levar para sua trilha e/ou acampamento.

Trilha

Pessoa de costas observando paisagem

Fonte: Go Outside

Para a trilha recomendam-se alguns itens que são de suma importância, como: água (indispensável), comida, luvas, apito, GPS, protetor solar, repelente, touca, jaqueta corta-vento, calçado próprio para trilhas, celular, lanterna, sacos de lixo (a natureza agradece), além de estar vacinado contra o tétano e febre-amarela. Kit de primeiros socorros também é um item que vai garantir a segurança e sobrevivência em casos de acidentes e/ou incidentes.

Acampamento

Acampamento na montanha

Fonte: Sympla

Para o acampamento será necessário passar pela trilha, desse modo, todos os itens acima continuam e entram mais itens para garantir uma estadia confortável e segura.

Dentro os quais podemos destacar: barraca, fogareiro, isolante térmico, saco de dormir, meias, roupas extras, garrafas e bolsas térmicas, mochila cargueira, além de itens que julgue necessário para uma boa estadia.

Mesmo em dias quentes, as noites podem ser frias, dessa forma, é sempre indicado levar roupas de frio.

Além disso, para ambos os casos se recomenda deixar mudas de roupas limpas no carro, para quando chegar de volta poder trocar a vestimenta e ficar confortável.

 

+Veja também Camping – 6 Destinos Imperdíveis Para se Aventurar!

 

Informações importantes ao fazer o Roteiro do Pico Camapuã

Pessoas observando montanhas

Fonte: Aventura Curitiba

O período mais indicado pode variar um pouco, geralmente, os grupos preferem viajar no outono e inverno, por serem períodos mais secos, o que facilita a subida e descida.

Porém, quem vai acompanhar, deve priorizar dias mais quentes de verão, para ter uma estadia noturna mais tranquila.

Pela sua altitude os ventos costumam ser bastante fortes, o que deve ser levado em conta para quem não tem o costume de subir em locais com condições parecidas. Por isso, é preciso estar sempre atento ao vento, para não deixar cair equipamentos importantes.

Recomenda-se sempre ir em grupos experientes, para garantir que a trilha seja tranquila. Nunca deve tentar fazer a trilha sozinho, pois uma simples torção de tornozelo pode ser algo terrível, ainda mais se o celular estiver sem sinal.

Dessa forma, é importante subir em grupo, para garantir uma melhor experiência e segurança.

O local fica na Chácara do Bolinha, dessa forma a permanência no local é pago, geralmente o valor é de R$10,00 por pessoas e os banhos custam R$5,00. Porém, como é uma propriedade particular esses valores podem ser alterados.

Pico do Tucum

Pico Tucum

Fonte: Escaladas.com

Como visto ao longo do texto, chegando até o cruzamento da Chácara do Bolinha, um dos picos possíveis de subir é o Pico do Tucum. A subida tem um grau de dificuldade maior que o Pico Camapuã. O tempo médio de subida é um pouco maior, levando em média de 4 horas e meia até 6 horas para subida e 3 horas em média para descida.

O local possui uma altitude um pouco maior, além de ser mais íngreme, o que geralmente chama mais a atenção de fãs de escaladas. Porém, a trilha também é bastante praticada. E embora seja mais difícil, é mais bem sinalizada que o pico anterior.

Escalada

Um dos pontos altos do local é a vista que é bastante privilegiada, além da prática de escalada que é bastante conhecida do local, reunindo grupos de fãs desse esporte radical, para sentir a adrenalina de uma escala com fortes ventos e uma vista incrível.

Trilha

Os cuidados e itens obrigatórios para a trilha e/ou acampamento são os mesmos que o Pico Camapuã. Porém, uma dica fundamental é subir mais cedo no Pico do Tucum, pois o tempo de subida pode ser maior, ao ponto de quem sair no meio da tarde, corre grande risco de ficar no escuro no meio do caminho, ainda mais no inverno que os dias escurecem mais rápido.

  • Importante: esportes radicais trazem riscos a integridade dos praticantes. Desse modo, esteja sempre atento ao fazer trilhas e escaladas, levando sempre itens obrigatórios para a sobrevivência. Além, lembre-se de sempre contar com pessoas experientes no grupo, que irão ajudar e muito no sucesso e divertimento da aventura.

 

Portanto, se gostou das dicas de hoje, compartilhe com amigos para que eles tenham acesso a esse conteúdo!

Busque sua PASSAGEM AÉREA
Adultos
Crianças
24 meses à 11 anos
Bebês
até 23 meses (no colo)
Busque sua PASSAGEM DE ÔNIBUS
Busque sua PASSAGEM AÉREA
Adultos
Crianças
24 meses à 11 anos
Bebês
até 23 meses (no colo)
Busque sua PASSAGEM DE ÔNIBUS
Veja também:
Parque Barigui Vista Aérea
Motivos Para Visitar O Parque Barigui Curitiba – Dicas de Roteiros!
Museu do Holocausto Curitiba Acervo
Museu do Holocausto Curitiba – Agenda, Acervo e Dicas de Atrativos Próximos!
Rota Romântica Estrada e Vegetação
Como Conhecer a Rota Romântica: Atrativos, Hospedagem e Mais!
Fonte: CBN Curitiba
Estrada da Graciosa – Conheça a História, Onde Fica, Atrativos e Dicas!
Farol das Conchas na Ilha do Mel
7 Melhores Pousadas na Ilha do Mel no Paraná!
Veja Todas > Booking.com
COVID-19
COVID-19
Saiba o que fazer em relação as suas viagens de ônibus