Atendimento

História de uma viagem inesquecível na Bahia

Foto Praia Bahia

Verão passado, o janeiro ensolarado da Bahia, brisa fresquinha pra amenizar…

Amanhece o dia no camping e vou logo acordando a galera pra adiantar o café e seguir para a viagem até a praia de Mangue Seco, extremo norte do Estado. Estávamos acampados em Conde. Dois gringos que havíamos feito amizade se candidataram a ir conosco, seguiram de carro de passeio até Costa Azul, ultimo lugarejo em que passa carro. Depois é pela areia da praia, todos nós de caminhonete 4 X 4, eu fui de co-piloto, meu irmão era o motorista, os dois filhos dele, meu enteado e os dois amigos campistas na carroceria, minha cunhada também ia na cabine, lá fomos nós rumo ao norte. Ainda em Costa Azul o dono da barraca informou que a estrada da trilha estava bloqueada, só poderia ir e vir pela praia na maré baixa. A maré começaria a subir as 13:20hs…adiantamos nossa aventura praia à fora, curtindo, fotografando, música, tereré, água, quando chegamos em Mangue Seco.
Todos pra água, comemos, bebemos e dormimos naquelas redes maravilhosas que toda barraquinha oferece, já fica estendida, te chamando pra cochilar kkkkk.
Fui me informar com a galera do quadriciclo sobre a estrada entre os cajueiros e dunas. Os caras disseram que estava ok, ABERTA, e que jamais estivera fechada. Aliás disseram ter passado lá durante a semana. “Problema resolvido”, pensei. Ficaremos até mais tarde, caminhada pela praia e, um anjo me falou ao ouvido, decidi reunir a trupe e bater em retirada enquanto passava pouco das 15hs… Seguimos pela estrada da trilha, porque a maré já estaria alta, tocamos estrada a dentro, entre coqueiros, cajueiros, sobe e desce e, no meio da estrada, de longe eu vi, gritei DANOU-SE, NÃO PARA NÃO PARA NÃO, PISA FUNDO E VIRE A ESQUERDA, SIGA A BATIDA DOS CARROS ATÉ A PRAIA, A ESTRADA ESTAVA INTERDITADA. Foi uma adrenalina doída, eu de co-pilota tentava ficar calma e dava as dicas ao meu irmão, que é só um sul-mato-grossense que havia conhecido praia e dunas pela primeira vez, NÃO REDUZA NUNCA, senão a gente fica aqui…
A galera na carroceria vibrava com o rali kkkkkkk, mal sabiam eles do perigo que ainda estava por vir… Ao avistar a duna gigantesca eu gritei ao meu irmão, o som estava tocando alto, “suba em diagonal seguindo a batida acelera fundo e não breca, quando avistar o mar, jogue pra cima dele, só guine na última hora ao lado da onda”… Assim ele fez, sem questionar nem pestanejar, a onda subiu e banhou a galera lá atrás. Eles zoavam e riam alienados da dura realidade, a praia foi estreitando, tinha trecho que a água deixava uma faixa estreita de areia antes da duna, areia fofa… Eu orava e pedia ajuda a Deus, faltava uns 10 km e a maré estava avançando muito rápido.

Quando chegamos na saída da areia pra a rua, em Costa Azul, entramos em quarta marcha, num rali doido, a galera gritava e ria. Paramos em frente ao restaurante onde foi deixado o carro dos campistas, descemos do carro, eu estava anestesiada de tanta adrenalina, meu irmão disse com aquele jeito matuto dele: “me deu 10 tipos de medo “. Rimos muito, contamos aos outros, que também riram muito deles mesmo não se aterem ao perigo kkkkkkkkkkkkkkkk foi sinistro de bom.

Helena

Vai visitar a Bahia e não sabe o que fazer? Aonde ir? Nós do Transportal fizemos uma lista para você não perder tempo quando for a Bahia!

  • Admirar a Lagoa do Abaeté e depois saborear o acarajé da Cira em Itapuã.
  • Tomar banho de mar na piscina natural do Porto da Barra.
  • Ir à Igreja Sagrada e pedir a benção do Senhor do Bonfim.
  • Mergulhar na Baía de Todos os Santos e apreciar os belos corais e
  • embarcações naufragadas.
  • Comer uma deliciosa moqueca no restaurante Boca de Galinha e sentir a emoção do trem passar.
  • Realizar um passeio de trem no subúrbio, você verá bonitas paisagens.
  • Ir à grandiosa Feira de São Joaquim, celeiro cultural.
  • Se encantar com o belíssimo e típico Show Folclórico da Bahia.
  • Assistir na Igreja do Rosário dos Pretos, uma missa católica com ritmos
  • africanos.
  • Praticar snorkling, mergulho livre, nas piscinas naturais do Farol da Barra e
  • admirar os peixinhos.
  • No Pelourinho são paradas obrigatórias: a Igreja de São Francisco, Catedral Basílica, Museu Afro e a casa de Jorge Amado.
  • Fazer compras no Mercado Modelo. São mais de 300 barracas de artesanato e arte baiana.
  • Visitar o forte de Mont Serrat e também a Ponta do Humaitá que ficam na
  • cidade Baixa.

Distância do Rio de Janeiro até a Bahia

Distância em linha reta: 1213 Km

Distância por estradas: 1629 Km

Principal viação: Itapemirim

As principais companhias são: TAM, GOL e Azul.

Distância de São Paulo até a Bahia

Distância em linha reta: 1458 Km

Distância por estradas: 1978 Km

Principal viação: São Geraldo

As principais companhias são: TAM, GOL e Azul

Para maiores informações e saber sobre os melhores hotéis entre em contato conosco.

Ainda não comprou sua passagem de ônibus? Não perca mais tempo e compre pelo nosso site, sem sair de casa!

Busque sua PASSAGEM AÉREA
Adultos
Crianças
24 meses à 11 anos
Bebês
até 23 meses 
(no colo)
Busque sua PASSAGEM DE ÔNIBUS

De segunda à sexta das 09:00 às 18:00 horas (exceto feriados).

Razão Social - Pbcom Assessoria e Participação S/C LTDA
CNPJ - 03.178.230/0001-33
Endereço - Av. Francisco Bicalho nº1,  mezanino, salas 31/34/35, Santo Cristo, Rio de Janeiro - RJ. Cep:20220-310