Trilha do Ouro: Saiba Aproveitar Esse Roteiro Cheio de Aventura!

Três Pessoas fazendo a trilha do ouro

14/02/2019

A Trilha do Ouro é uma das opções de ecoturismo mais visadas no Brasil. Com um trajeto que é possível ser feito em três dias de caminhada, o local envolve muita história e aventura e percorre os limites de dois Estados: São Paulo e Rio de Janeiro.

Quer conhecer um pouco mais sobre a Trilha do Ouro? Afinal, como chegar? O que levar? Quais são as principais atrações? Separamos tudo que você precisa saber sobre o local, neste post. Confira.

Como chegar?

Pessoa passando na ponte na trilha do ouro Fonte: Próxima rota

A Trilha do Ouro fica localizada entre as cidades de São José do Barreiro, São Paulo, e Mambucaba, Rio de Janeiro. Neste trecho, está situado o Parque Nacional da Serra da Bocaina, que abriga a Trilha do Ouro. O principal meio de acesso a São José do Barreiro é por meio da Rodovia dos Tropeiros (SP-068). A cidade situa-se a 210 quilômetros do Rio de Janeiro e a 270 quilômetros de São Paulo.

Quem vem do Rio de Janeiro pode seguir pela Rodovia Presidente Dutra até Barra Mansa, entrando na RJ-157 em direção a Bananal, e dali seguindo até São José do Barreiro. Já partindo de São Paulo, o caminho é pela Rodovia Presidente Dutra, entrando em Queluz. Você passará por Areias e depois chegará à praça principal de São José do Barreiro.

Para chegar ao Parque Nacional da Serra da Bocaina, existem diversas opções. Carro, bicicleta ou se você já quer entrar no clima do desafio da trilha, pode ir até a pé. O trajeto total da rodoviária até o parque é de 27 quilômetros e você levará um dia inteiro caminhando.

Dicas para fazer a Trilha do Ouro

O primeiro passo para fazer a Trilha do Ouro é realizar sua reserva junto ao Parque Nacional da Serra da Bocaína, para que eles tenham o registro de todos que entram e saem do local.

Feito isso, se você vai mesmo arriscar-se na trilha, esteja ciente de que é necessário estar preparado físicamente, certificar-se de pegar contatos de guias em casos de situações inesperadas, além de levar água, bastão de caminhada, roupas leves, protetor solar, entre outras coisas básicas. Outra dica importante, é que durante o caminho, algo que você pode acabar descobrindo da pior maneira, são as pedras escorregadias. Por isso, evite pisar diretamente nas pedras do calçamento e sim entre essas. Por conta das águas, o chão pode ficar bem liso e perigoso.

Atrações para visitar

O Parque Nacional da Serra da Bocaina, por sua dimensão e grande variação de altitude, apresenta variadas paisagens e diversos atrativos naturais como praias, piscinas naturais, rios, cachoeiras, picos e mirantes, sem contar a riqueza de flora e fauna, típica da Mata Atlântica.

Cachoeira Santo Izidro

Cachoeira Santo Izidro Fonte: Guia das cachoeiras do Brasil

A cachoeira Santo Izidro é a primeira que deve ser visitada para quem faz o percurso partindo de São José do Barreiro. São apenas 1,5 quilômetros de distância da portaria do parque ao topo da cachoeira. As águas da Santo Izidro são formadas pelo rio Mambucaba, rio por onde segue grande parte do trajeto da Trilha do Ouro. Vista do topo da cachoeira, os 50 metros de queda impressionam os visitantes.

Cachoeira da Posses

Cachoeira da Posses Fonte: Mwtrekking

A cachoeira das Posses também é formada pelas águas do rio Mambucaba e está a cerca de 8 quilômetros da portaria do parque. Apesar da distância do início da trilha, a cachoeira também deve ser visitada no primeiro dia de caminhada. Neste trecho inicial, a trilha é ampla e fácil, portanto chegar até a cachoeira das Posses ainda no primeiro dia de caminhada não é uma tarefa difícil. A queda é de 40 metros.

Cachoeira do Veado

Cachoeira do Veado Fonte: Mwtrekking

A cachoeira do Veado é a mais impressionante de todo o trajeto da Trilha do Ouro. É parada obrigatória para tirar belas fotos. Ela está a aproximadamente 30 quilômetros da portaria do parque, a mais distante das cachoeiras, porém a cachoeira possui três quedas, que ao todo resultam em mais de 200 metros de altura. Tamanha a força da água, que mesmo a uma distância razoável é possível sentir o spray da água da cachoeira.

Além disso, também são muitos os atrativos de interesse histórico e cultural, como os caminhos e trilhas do ouro que o atravessam, remanescentes da época dos tropeiros, bem como a cultura caipira e caiçara conservada na porção serrana e litorânea, respectivamente.

Hospedagem e alimentação

No Parque, existem opções de hospedagem e alimentação, então antes de ir, garante sua reserva, separe corretamente o dinheiro para refeições e demais necessidades. Alimenta-se e durma bem para estar disposto a terminar o trajeto da caminhada com muita energia.

Por lá, você pode escolher pousadas da sua preferência. São diversas opções, com os mais variados preços e estilos. Também é possível realizar a reserva online.

Busque sua PASSAGEM AÉREA

Adultos
Crianças
24 meses à 11 anos
Bebês
até 23 meses (no colo)

Busque sua PASSAGEM DE ÔNIBUS

Busque sua PASSAGEM AÉREA

Adultos
Crianças
24 meses à 11 anos
Bebês
até 23 meses (no colo)

Busque sua PASSAGEM DE ÔNIBUS

Veja também:

Valinhos
O Que Fazer em Valinhos: Onde Fica, Como Chegar e Atrativos!
Parque de Diversões em SP - Wetn Wild
Parque de Diversões em SP: Como Chegar, Ingressos e Atrações!
Obra de arte no Beco do Batman
Beco do Batman na Vila Madalena: Conheça Principais Obras de Arte!
Pessoas fazendo Trilha em São Paulo
6 Trilhas em São Paulo – Onde Ficam, Como Fazer, Atrativos e Dicas!
Fonte: SãoPaulosemmesmice
Avenida Paulista em São Paulo: 7 Melhores Passeios Para Você Fazer!
Veja Todas >
Cadastur